Image Map Aconteceu Gusttavo Lima: Gusttavo Lima é eleito o sertanejo simpatia

Gusttavo Lima é eleito o sertanejo simpatia



13h30 – Na sala vip de um hangar do Campo de Marte, aeroporto da zona norte de São Paulo destinado a helicópteros e aeronaves de pequeno porte, a reportagem do site de VEJA aguarda a chegada do cantor Gusttavo Lima. Ele viria em seu jatinho particular de Brasília, onde havia feito um show na noite anterior, para uma apresentação surpresa no Mercado Municipal de São Paulo, o Mercadão. A apresentação seria a largada, no país, dos Go Shows, parceria entre gravadoras, artistas e a plataforma digital de vídeos Vevo, em que músicos divulgam seu trabalho por meio de shows que tentam surpreender e se viralizar na internet.
O fluxo de milionários, especialmente do ramo agropecuário, é intenso. Fazendeiros de chapéu de palha, cinto de fivela e sapatênis trocam dicas de uísque enquanto negociam a compra de aeronaves. Um deles insiste que o barista faça um café coado com o pó da máquina de expresso. Gusttavo Lima não está atrás dele: com cerca de vinte shows por mês, tem ganhos de 8 milhões de reais mensais, um Lamborghini 2008 e um Maserati 2010 na garagem. E um jatinho de 4 milhões de reais, que está atrasado.
À medida que o horário estimado para o pouso do jatinho se aproxima, a expectativa aumenta. “Ele é o nosso melhor cliente”, se desmancha uma funcionária do local, encarregada da venda de helicópteros. “Sempre fala com todo mundo, cumprimenta pelo nome, é muito simpático”, diz, enquanto mostra fotos tiradas em dias variados dos funcionários com o cantor. Sinal de que Nivaldo Batista Lima (seu nome de batismo), o menino de Presidente Olegário (MG) que chegou a passar fome antes de fazer sucesso, não subiu no salto alto.
Enquanto Gusttavo não chega, o assessor do cantor, Gilson Medeiros, acerta os últimos detalhes com a produção do evento – no Mercadão, os preparativos haviam começado bem cedo pela manhã para o lançamento, por aqui, do projeto de que já participaram, no exterior, artistas como One Direction, Demi Lovato e Selena Gomez, e que em breve terá a banda mineira Jota Quest. Funcionários da Vevo se esforçam para manter secreto o show que Gusttavo fará dali a algumas horas – algo que nem mesmo ganhadores de uma promoção da bandeira de cartões de crédito patrocinadora do evento sabem. Fãs do cantor, eles haviam sido “enganados” com um tour por locais turísticos de São Paulo, achando que veriam apenas o show que ele faz à noite na casa noturna Villa Country, e não um show exclusivo.
15h – Pouco mais de uma hora depois do combinado, o jatinho toca a pista do Campo de Marte. Em dez minutos, a aeronave taxia e chega ao hangar. A comoção é geral. “Gusttavo!”, gritam mecânicos. Descem o piloto, que tira as malas do bagageiro, a equipe e os músicos que o acompanham, além da noiva, a modelo Andressa Suíta. Mais cabeludo e barbudo que de costume, ele veste camiseta vermelha, calça jeans rasgada, bota e casaco de frio preto, roupa pouco chamativa, não fosse um relógio dourado que reluz no pulso esquerdo – e o anel do compromisso com Andressa na mão direita. Alto, esguio, de andar tranquilo, o cantor caminha até a sala vip. Sua voz é baixa e calma, quase rouca. No caminho, para e tira fotos com funcionários – que serão mostradas a outros visitantes no futuro. Já na sala, pede tempo para um cafezinho, uma passada rápida no banheiro e – o seu maior vício – um cigarro.
A produção apressa o cantor. Ele ainda tem de gravar entrevista em vídeo para a Vevo dentro da van – ele abriu mão de um carro blindado – a caminho do Mercadão. O dia vai ser longo. Além do pocket show, ele tem de tirar fotos com fãs que ganharam uma promoção, falar com a imprensa e descansar para o show no Villa Country, zona oeste de São Paulo. Pernoita no hotel e, já na manhã seguinte, segue para o Maranhão para mais um show. “Dormi pouco essa noite”, conta. “Mas a pior parte é quando tomo umas cachaças. Daí, não consigo me recuperar.” A correria é tanta que já fez Gusttavo ameaçar largar a carreira, durante um show em março. “Sem o jatinho, seria impossível cumprir a agenda.” O cansaço reaparece em outro comentário, lembrando que não é apenas o corre-corre que deixa o cantor exausto. “Fazer show surpresa é mais legal, menos mecânico que o show tradicional.”
Dois outros carros, esses sim blindados e cheios de segurança, vão à frente e atrás da van, preparados para qualquer eventualidade, inclusive para “abrir o trânsito”, caso seja necessário. Não é. O trânsito flui e a van chega em menos de quinze minutos ao centro da cidade. “Já está cheio de gente desconfiando aqui”, avisa alguém da produção pelo telefone.
16h20 – Terminada a entrevista na van, Gusttavo tira os óculos de sol, pede água e come uma barrinha de cereal, um momento de relaxamento antes de encarar o Mercadão. “Ô, motoca, pode fumar aqui?”, pergunta ao motorista, que assente. O cantor pede para a produção acompanhá-lo nas tragadas “para não se sentir culpado de desrespeitar o veículo”. Câmera desligada, brinca com a equipe. Zomba do técnico de som, que segurava o microfone no alto: “Você é o homem da vara”. Comenta, então, que nunca foi ao Mercado Municipal de São Paulo, mas que já comeu o famoso sanduíche de mortadela do local depois que um membro da equipe levou para ele no hotel. “Tem umas vinte fatias de mortadela!”, diz o cantor, animado. Mais tarde, ele vai comer com gosto um lanche e um pastel de carne presentados pelo dono do bar onde aconteceu o show – o pastel famoso mesmo leva bacalhau, mas ele é alérgico.
O carro para no estacionamento privativo do Mercadão, onde há cerca de 30 pessoas, na maioria funcionários que trabalham ali e estão à sua espera, câmeras de celular em punho. “Gusttavo”, gritam alguns. “Lindo! Gostoso!”, falam as mais atiradas. Ele entra pelos fundos, cercado da equipe e de seguranças – são mais de vinte contratados somente para cuidar dele. No meio da correria e da confusão, até a reportagem do site de VEJA ajuda a carregar equipamentos. Enquanto espera a sua deixa para entrar no palco, uma vinheta gravada abtes por ele, conversa com os cozinheiros do bar. “Você quer um pastel?”, perguntam, e ele, empolgado, diz que sim. “Mas de carne, por favor”, pede com jeito. Sobe a fumaça e Gusttavo entra, para a histeria dos fãs, que até então só desconfiavam da presença do ídolo. Ele se senta em um banquinho e, de repente, a imagem do menino calmo e de voz baixa desaparece. Seu rosto se acende, surge um vozeirão. Gusttavo é do tipo que nasceu para os holofotes.
O roteiro original previa só três músicas, e uma delas seria repetida – Diz pra Mim, do disco Gusttavo Lima e Você, que vendeu mais de 50 000 cópias e rendeu ao sertanejo o disco de platina, escolhida como faixa de trabalho pelo Vevo Go Show. Ele, porém, amplia o repertório por conta própria, acrescentando cinco canções: Inventor dos Amores, o hit Balada (Tchê Tchererê Tchê Tchê), Doidaça, As Mina Pira e 60 Segundos. Entre uma música e outra, ele brinca com as fãs histéricas. A garçonete do bar leva o pastel de carne e pede um abraço – que ele dá consegue, e deixa as outras morrendo de inveja. Ele morde o quitute e pergunta se elas querem o resto. Querem, mas ele não dá. Depois, faz o mesmo com uma xícara de café, mas desta vez entrega a metade para uma fã, que treme com a louça na mão. Fala de si, como o fato de ser alérgico a frutos do mar. “Uma vez, um amigo me disse que ia me levar para comer o melhor camarão. Eu fiquei sem graça de dizer não e acabei comendo. Passei muito mal.”
17h – Findo o show, Gusttavo Lima sai correndo, novamente cercado pela equipe e pelos seguranças, para uma sala privada onde vai receber os ganhadores da promoção realizada pelo patrocinador do show, a Mastercard. Antes, mais um cigarro e algumas guloseimas oferecidas pelo dono do bar.
A produção do Go Show é dispendiosa e tensa. Tudo tem de funcionar conforme planejado, caso contrário, a surpresa pode ir por água abaixo. Segundo funcionários da Vevo, não mais que 50 pessoas sabiam que Gusttavo faria um show no Mercadão, o que ajudou a manter a apresentação em segredo. Mas, para a empresa, certamente vale a pena. O cantor é um dos mais comentados nas redes sociais e seus vídeos chegam a ter até 30 milhões de visualizações. Não deve ser diferente quando o Go Show for ao ar no canal da Vevo no YouTube, na semana que vem. Não se depender da simpatia do sertanejo.


Fonte: Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário